Museu de História e Ciências Naturais

Bom dia! Hoje é segunda-feira, 24 de Julho de 2017

...voltarNotícias

Museu entra no circuito de exibição com lançamento

Documentário estreia nacionalmente nos Cines Mais Cultura

"Terra Deu Terra Come" entra, ao mesmo tempo, em circuito comercial e cineclubista apoiado pelo MinC

Você sabia que um filme brasileiro vai entrar em circuito comercial e cineclubista ao mesmo tempo? Essa nova possibilidade de distribuição de obras audiovisuais vai ser colocada em prática a partir desta sexta-feira, 1° de outubro, no lançamento nacional do documentário “Terra Deu, Terra Come”, de Rodrigo Siqueira. Isso foi possível graças a uma parceria estabelecida entre o Ministério da Cultura e a produtora 7Estrelo. Ao mesmo tempo em que o filme estreia na Sala 1 do Espaço Unibanco de Cinema, em São Paulo, ele também será exibido nos 821 Cines Mais Cultura espalhados por todo o país.

“A ideia é de que esta parceria incentive o audiovisual brasileiro cultural, ou seja, os curtametragistas, os documentaristas e os cineclubistas”, explica Rodrigo Bouillet, coordenador de Rede do Cine Mais Cultura. “Trata-se de uma cadeia econômica do audiovisual com características próprias (bem diferente das salas comerciais de cinema), que precisa ser conhecida e fortalecida. A iniciativa dos produtores e do diretor de ‘Terra Deu Terra Come’ é importantíssima neste sentido”.

Nesta parceria inédita, a produtora enviou uma cópia em DVD de “Terra Deu, Terra Come” para cada unidade do Cine Mais Cultura, além de cartazes para divulgação e postais. São materiais que vão fazer parte do acervo dos cineclubes, portanto, não precisam ser devolvidos. Por outro lado, foi sugerido que cada Cine faça pelo menos uma exibição do filme e escreva um relatório informando, entre outros detalhes, quantas pessoas estiveram presentes. Este público vai ser contabilizado oficialmente, junto com o das sessões comerciais.

O MinC também recomenda que seja realizada outra sessão durante a Semana da Consciência Negra, de 15 a 20 de novembro. É bom ressaltar, contudo, que a exibição de “Terra Deu, Terra Come” nos Cines é apenas uma sugestão. A programação de cada unidade é independente. Vários cineclubes de todo país já confirmaram sessões para o dia 1° de outubro. Entre estes estão o Barracão Cine Clube (Maceió – AL), o Cine Mais Cultura Juará (Juará – MT), e o Cine Clube Calibre 12 (Larges – SC).

As sessões no circuito cineclubista são gratuitas. Mesmo sem ter a possibilidade de qualquer ganho financeiro, a forma pioneira de distribuição animou Rodrigo Siqueira. “Quando é que poderia sonhar em ver o meu filme chegando no Acre?”, destaca o diretor. “Fico contente em ver o filme finalizado após anos de produção e mais ainda satisfeito em contribuir para que ele seja visto”. Para Rodrigo, as salas comerciais e os Cines Mais Cultura não disputam o mesmo público, mas sim promovem exibições complementares que vão ajudar no boca-a-boca de “Terra Deu, Terra Come”, o que deve favorecer a procura pelo filme.

Sinopse – “Terra eu, Terra Come” narra a história de Pedro de Almeida, garimpeiro de 81 anos de idade, que comanda como mestre de cerimônias o velório, o cortejo fúnebre e o enterro de João Batista, morto aos 120 anos. O ritual sucede-se no quilombo Quartel do Indaiá, distrito de Diamantina, Minas Gerais. Ao conduzir o funeral de João Batista, Pedro desfia histórias carregadas de poesia e significados metafísicos, que nos põem em dúvida o tempo inteiro. A atuação de Pedro e seus familiares frente à câmera nos provoca pela sua dramaturgia espontânea, uma auto “mise-en-scène” instigante.



Outras Notícias...

© Museu de História e Ciências Naturais - 1993 / 2017 - Todos os Direitos Reservados - Phelipp de Avila - Web Designer, Design Gráfico e Wordpress Theme Developer